Logotipo Casulo

Este casulo surge como um outro propósito da Associação, perspetivado a médio prazo e que tem como principais objetivos:
Acolher e educar crianças vítimas de maus tratos familiares retiradas aos pais;
Recuperar e reeducar, sempre que possível, as famílias com o objetivo de reintegrar as crianças no seu seio familiar;
Recrutar e valorizar os seniores, pessoas que ainda se sintam válidas e queiram abraçar o projeto, sendo os avós da nossa casa.
Será ainda apoiado nestas estruturas que abraçamos o projeto “Borboleta”, que visa a possível integração profissional, fomentando o acompanhamento dos jovens adultos que iniciem a sua vida laboral até que reconheçam a capacidade de “voarem sozinhos”.

Os Objetivos de Base

1.º Objetivo – Aquisição de uma quinta, para acolhimento de crianças retiradas aos pais.
Dentro da quinta, pretendemos acolher crianças e proporcionar-lhes oportunidades para que possam crescer com conhecimentos e experiências que lhes permitam ter um futuro de sucesso e transformar-se em homens e mulheres úteis e empenhados na sociedade. Para isso iremos apostar:

No sucesso escolar

As crianças, individualmente, serão acompanhadas muito de perto no seu desenvolvimento escolar, onde a nossa palavra de ordem será “sucesso escolar”. Serão integradas nas escolas públicas, e em casa serão acompanhadas por profissionais que os ajudarão a ser alunos com sucesso (dentro das suas capacidades e limites. Alunos de sucesso quer dizer: aproveitar o que melhor há em cada um).

Complemento cultural

Para além do acompanhamento escolar, pretendemos disponibilizar vários ateliês que permitam às crianças, de acordo com a sua natureza e aptidões, desenvolver e cultivar o gosto pelas artes. Para isso, desenvolveremos várias disciplinas dedicadas à música, teatro, dança, artes plásticas, artes manuais, leitura, e outras que se revelem importantes.

Complemento Social e Humano

Pretendemos que as crianças que o “Casulo” acolher, sintam a casa como sendo a sua própria casa. Será um projeto, dentro do possível, em regime misto, valorizando o acolhimento de irmãos.
No “Casulo”, serão desenvolvidas competências que reconheçam os valores humanos e sociais próprios da educação de uma família próxima e atenta, que anseia que os seus filhos sejam seres humanos conscientes e equilibrados.
Valores como solidariedade, respeito, amizade, autoestima, consciência social e ambiental serão amplamente fomentados e incentivados. A própria individualidade e consciência de grupo, serão trabalhadas diariamente, não só pelo papel que ocupará na casa, desenvolvendo tarefas de acordo com a sua idade, assim como a possibilidade de poder partilhar o seu espaço, de forma orientada, com os seus amigos externos, por exemplo, ter a oportunidade de trazer um ou mais colegas ou amigos para brincar, estudar ou celebrar o seu aniversário ou outro evento em casa.

2.º Objetivo – Recuperação e Reeducação das famílias cuja criança foi retirada.
Tendo consciência de que se trata de um objetivo difícil não é para a Methamorphys algo irrealizável.
Vivemos numa sociedade e tempos em que se torna cada vez mais urgente o trabalho em parceria. Reconhecer que as instituições por si só são válidas, mas em conjunto formam uma força bastante maior que poderá levar a resultados bem mais evidentes e sustentáveis.
Na nossa perspetiva, logo que uma criança fosse acolhida no “Casulo”, deveria ser proporcionado aos progenitores a possibilidade de se estruturarem em programas específicos.
Sabemos que hoje já se avançou bastante neste campo e que o acompanhamento nestes casos é cada vez mais pensado e elaborado.
E esse é um dos objetivos da Methamorphys, trabalhar em parceria com outras Instituições, com apoio técnico especializado e vocacionado para a Reeducação Social destes indivíduos. Uma Reeducação sustentada e orientada para reintegração da criança, sempre que possível, no seu núcleo familiar.

3.º Objetivo – Recrutar e valorizar os seniores, pessoas que ainda se sintam válidas e queiram abraçar o projeto, sendo os “avós” da nossa casa.

Reportando-nos mais uma vez para a Sociedade em que vivemos, percebemos que há cada vez menos tempo para nos dedicarmos a algo que nos preencha como seres humanos. Na maioria das vezes, trabalhamos uma vida inteira e quando nos reformamos “quase” que deixamos de ser uteis para a sociedade, sentindo-nos muitas vezes isolados e sem perspetivas de futuro.
Para a Methamorphys este é um fator de grande importância.
Com este objetivo pretendemos promover em regime de voluntariado, essa parte ainda muito válida da nossa sociedade e convidá-los a ser “Os avós" da casa.
Avós que dão carinho, que contam histórias, que transmitem experiência, que ensinam profissões, que ajudam nos estudos, que ajudam a moldar o carácter transmitindo valores e sabedoria.
Basta pensarmos na quantidade de homens e mulheres que estiveram uma vida ligadas ao Ensino, à Saúde, às Artes que agora se encontram num estado letárgico, totalmente esquecidos e desvalorizados pela comunidade, a quem durante tanto tempo deram o seu melhor contributo.
Sempre com estes objetivos em vista, todo este projeto que se pretende sustentado e elaborado com projetos e estudos elaborados e promovidos pela Methamorphys, devidamente acompanhados e aprovados por técnicos qualificados, contará com toda a certeza com o apoio e a participação do Estado e de muitas outras instituições particulares que nos permitirão realizar este sonho e partilhar com todos os que ainda não perderam esta maravilhosa e poderosa capacidade de sonhar e transformar os sonhos em realidade.



CONTACTOS
Largo das Tilias de Areosa nº12 Areosa
4900-921 Viana do Castelo
258 400 651
935 268 830